sexta-feira, 14 de setembro de 2007

Paideuma


Segundo Ezra Pound, Paideuma é "a ordenação do conhecimento de modo que o próximo homem (ou geração) possa achar, o mais rapidamente possível, a parte viva dele e gastar um mínimo de tempo com itens obsoletos"

Eu estou de mudança. De casa. Na verdade nem é uma grande uma mudança pois vou me deslocar somente dois quarteirões de onde moro. Por outro lado, não deixa de ser uma grande mudança pelo tanto que tenho de carregar. Não muito dado a esse tipo de exercício, mudança de fato eu só fiz uma anteriormente pois nas que os meus pais fizeram eu ainda era muito pequeno e durante a bagunça as crianças iam parar na casa da avó e, quando casei, não foi mudança, mas montagem de casa.

Claro que estou carregando meus quase 3 mil CDs e os meus mais de mil livros mas, lembrando Pound, eu pensei : e se eu pudesse escolher só 10 livros e discos para levar, o que eu carregaria ? Se eu tivesse de entregar para os meus filhos o meu paideuma pessoal, o que eu deixaria para eles ? A lista é absolutamente pessoal e, tenho certeza, vai ser objeto de diversas contestações. Nem sempre optei pelos clássicos da literatura universal, exceto por um ou dois títulos. Os discos seguem a mesma lógica.

Aí vão as listas, sem ordem de preferência, apenas organizadas alfabeticamente.

Livros

De todos os fogos o fogo - Júlio Cortázar
Don Quixote de la Mancha - Cervantes
Elegias amorosas - John Donne
Ficciones - Jorge Luis Borges
Heart of darkness - Joseph Conrad
O diário da corte - Paulo Francis
Os versos do capitão - Pablo Neruda
Poems - T.S.Elliot
Sagarana - Guimarães Rosa
The Complete Sherlock Holmes - Arthur Conan Doyle

Discos

5th & 7th symphonies (Beethoven) - Carlos Kleiber
Cello Suites (Bach) - Mstilav Rostropovitch
Coltrane & Hartman - John Coltrane & Johnny Hartman
Conversin' with the elders - James Carter
Do world war 2 - Mel Torme & George Shearing
For the stars - Elvis Costello & Anne Sofie von Otter
Libertango - Astor Piazzolla
Saudades do Brasil - Elis Regina
Sgt Pepper´s Lonely Hearts Club Band - Beatles
Terra brasilis - Tom Jobim

11 comentários:

Pessoa Comun disse...

Nem vou contestar. Tá boa a lista e claro gosto não se discute, mas melhor que isso seriam as suas memórias, grava um cd com o conteúdo do blog, gargalhando, renderá várias conversas nas festas de familia...

bijim daqui

malmal

Alice disse...

.... :D
Mudança é sempre bom mesmo sendo trabalhosa...a gente surpreende com o que "eramos" a algum tempoa trás e sempre acaba por matar as saudades!
Faço coro com a Su.. grava um DVD de memórias..rs
beijo grande
Alice

Volney Faustini disse...

ALERTA: INFAME!

De manhãzinha. Os filhos de 4 e 5 anos, sentados no corredor, diante do quarto dos pais - a porta trancada.

Após ouvirem sons estranhos, percebem a porta ser destrancada, e seu herói aparecer com aquela cara satisfeita.

Um menino vira pro outro e diz: "O pai deu uma!"

(Perco amigos mas não perco a oportunidade).

Volney Faustini disse...

Falando sério:

O mundo de hoje, por ser muito rico nas possibilidades dos pacotes marquetados e embalados para consumo, permite que escolhamos debaixo do título-categoria "Obras Completas". Isso ajuda em muito no dilema de se manter a lista em 10 unidades.

De outro lado, creio que Malmal tem razão: o blog, mais que catarse é uma memória sempre viva - e por mais que pareça simplória e muito pessoal, e exatamente por essa razão - no final será o testamento vivo de uma.

Keep on blogging!

Taty disse...

Já mudei tanto na minha vida e hoje vejo o quanto tenho de tralha, ainda!
Mas mudanças sempre são bemvindas, ao mesmo tempo em que mudamos fisicamente ( de um espaço pra outro ), mudamos a nossa energia e nos desfazemos do velho pra dar entrada ao novo.....Mesmo estando fisicamente no meu espaço, to pensando em fazer mudanças....e a 1ª é comprar o HD externo pras + de 2500 músicas que tenho e ainda por cima gravar algumas em CD e ouvir em outros lugares....
Mudar é um ato heróico, é preciso coragem pra isto......

Ludimila disse...

Eu tiraria a mala, Elis Regina (bleargh!), pelo gostoso, Chico Buarque.

Obras primas:
Construção, Sem fantasia, Gota d'água.

Amanda disse...

Mas qual desses 10 não é clássico?

Reparaste que entre dez citaçoes de livros, nenhuma autora é mulher?

Pois observe.

Fábio Adiron disse...

Amanda

Realmente não tinha notado,talvez pelo fato que, para mim, gênero não é um critério de escolha nas artes, ou seja, tanto faz. O fato quase se repete nos discos onde tem só 1,5 mulheres (se bem que no disco Anne Sofie von Otter ela está em 100% das músicas e o Elvis Costello não)

Vilma disse...

Dou graças por ter feito poucas mudanças de endereço durante minha vida, porque minhas mudanças interiores exigem a cada dia prioridades diferentes, portanto fica díficil descartar algo, vai que eu mudo de idéia? Pensei que nunca mais ia ler Jorge Amado, até coloquei no carro para vender no sebo, mas parei antes no banco e fiquei na fila, aproveitei para folhear o danado, ele voltou comigo e está na cabeceira de minha cama, estou lendo como se fosse o maior best seller do momento...kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

M. le Moulin disse...

Vai ter que parar de fumar pra carregar essas caixas todas, Fábio...!!! rs rs rs

Falando sério agora, bela paideuma! Vou acrescentar algumas dessas obras à minha coleção de caixas também.

P.S.: Demorou, mas eu não disse procê que logo logo escrevia por aqui? Muito interessante o blog - parabéns!

Kamyla Joanna disse...

Olá Fábio,

gostaria de saber em que escrita/livro Ezra Pound cita o paideuma, com a explicação a respeito do termo. fiquei muito curiosa e gostaria de estudar mais a respeito.

agradeço desde já a atenção,
parabéns pelo blog!

saudações!